15.07.2022

O Reino de Deus transforma tudo- Pt. 01 | Rev. Thiago Mattos.

A proclamação de Jesus, o reino de Deus.

    “Jesus disse: A que é semelhante o Reino de Deus, e a que o compararei? É semelhante a um grão de mostarda, que um homem plantou na usa horta; e cresceu e fez-se árvore; e as aves do céu se aninharam nos seus ramos.” (Lucas 13:18,19)

     Quando nós lemos os relatos do Evangelho, percebemos que um dos temas mais recorrentes é a proclamação de Jesus a respeito da chegada do Reino de Deus. E mais que isso: Jesus demonstrava a chegada do Reino de Deus – expulsava demônios, curava enfermos, a boa notícia (evangelho) da salvação era anunciada.

   O Reino de Deus impunha uma realidade que os líderes fariseus não conseguiam lidar ou controlar! E isto era extremamente incômodo para os líderes judeus, uma vez que eles confiavam no seu “desempenho religioso” para exercerem a autoridade

O reino de Deus transforma tudo a nossa volta.

     No entanto, como figueiras que não davam frutos (Lucas 13:6-8), apesar de receberem tudo de bom, todas as dádivas do Senhor e, inclusive, testemunharem os prodígios e sinais que Jesus realizava, ainda assim, se recusavam a crer em Jesus como Filho de Deus salvador e libertador. Por outro lado, a multidão que não tinha nenhum “desempenho religioso” do qual poderia se orgulhar, recebia a chegada do Reino de Deus em Jesus com alegria!

    O texto da nossa pastoral de hoje manifesta isso! Jesus está dizendo que o o Reino de Deus transforma tudo à nossa volta! A figura das aves procurando abrigo numa grande árvore demonstra isso. No Oriente, era bastante comum que um grande império fosse simbolizado por uma árvore. E as nações que estavam à volta desse reino, que seriam beneficiados pelo seu poder, pela sua majestade e cuidado, eram identificadas como aves que se abrigavam nesta árvore.

O reino chega para os excluídos.

     Em outras palavras, o que Jesus está nos dizendo é que o Reino de Deus, ao crescer e se expandir continuamente, serviria como um abrigo da graça, do cuidado, da provisão de Deus a todas as nações. Acontece que os líderes judeus jamais aceitariam que o Reino de Deus viesse através de um mestre pobre, filho de um carpinteiro, cercado de pescadores, publicanos, prostitutas e doentes. Os líderes religiosos esperavam um reino apoteótico, com um rei que viesse com exércitos poderosos e destronasse o Império Romano, trazendo liberdade a Israel.

    Mas Jesus mostra que, assim como uma semente minúscula, este Reino havia chegado de forma pequena, para aqueles que estavam excluídos do “reino” dos líderes religiosos: os doentes, marginalizados, os pobres, os imorais, os órfãos e as viúvas! E era justamente estes ‘desgraçados’ (desprovidos de graça, desprovidos de graça) que se alegravam com os feitos de Jesus!

   No entanto, com o advento de Cristo, o Reino começa a crescer e se expandir na vida destes ‘infelizes’. O Reino de Deus é o abrigo dos desesperados, dos desabrigados, dos solitários, dos oprimidos pelo diabo!

   Por isso, entendemos que o Reino de Deus é o meu abrigo; é o seu abrigo! E, agora, nós, como cidadãos do Reino, precisamos continuar a proclamar e demonstrar com poder e obras a chegada desse Reino!

Que Deus os abençoe!

Rev. Thiago Mattos de Lara 
Igreja Presbiteriana do Tarumã

Saiba mais sobre a IPT clicando aqui 

Curtiu? Então compartilhe este post com alguém!

Share on facebook
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Venha nos conhecer

Sua presença será uma alegria para nós, entre em contato
para agendarmos sua participação.