16.11.2021

O socorro de Deus em meio ao pecado

O Senhor restaura relacionamentos com a humanidade

Numa forma mais expressa diante da nossa realidade caída por decorrência do pecado, saibamos que somente o socorro de Deus em meio ao pecado que nos resgata dessa condição. O texto bíblico a seguir nos oferecerá a base para o desenvolvimento desse pensamento:

“Então, disse Deus a Noé: Resolvi dar cabo de toda carne, porque a terra está cheia da violência dos homens; eis que os farei perecer juntamente com a terra. Faze uma arca de tábuas de cipreste; nela farás compartimentos e a calafetarás com betume por dentro e por fora. Deste modo a farás: de trezentos côvados será o comprimento; de cinquenta, a largura; e a altura, de trinta.

Farás ao seu redor uma abertura de um côvado de altura; a porta da arca colocarás lateralmente; farás pavimentos na arca: um em baixo, um segundo e um terceiro. Porque estou para derramar águas em dilúvio sobre a terra para consumir toda carne em que há fôlego de vida debaixo dos céus; tudo o que há na terra perecerá.

Contigo, porém, estabelecerei a minha aliança; entrarás na arca, tu e teus filhos, e tua mulher, e as mulheres de teus filhos. De tudo o que vive, de toda carne, dois de cada espécie, macho e fêmea, farás entrar na arca, para os conservares vivos contigo. Das aves segundo as suas espécies, do gado segundo as suas espécies, de todo réptil da terra segundo as suas espécies, dois de cada espécie virão a ti, para os conservares em vida. Leva contigo de tudo o que se come, ajunta-o contigo; ser-te-á para alimento, a ti e a eles.

Assim fez Noé, consoante a tudo o que Deus lhe ordenara.Gênesis 6.13-22

Se relacionar é uma ação primária do Senhor

Estamos afastados de Deus por causa do pecado, e sabendo disso, que a nossa condição é de pecadores, afastados de Deus, precisamos lembrar que nada depende de nós, nem mesmo os nossos relacionamentos, mas que a iniciativa de todo relacionamento parte do próprio Deus, por causa do mesmo pecado que nos impede de ter relacionamentos segundo a vontade do Senhor.

Isso tange o nosso próprio relacionamento com Ele e com o nosso próximo, que se dependesse da ação humana, só teria a ver com o ganho pessoal, cujo fim é o pecado propriamente dito, ou com a consequência do mesmo: a morte.

No último domingo, pudemos ser edificados por uma mensagem que nos chama à realidade de que o socorro de Deus em meio ao pecado está no controle de nossas vidas, e nos mostra que é naquilo que Jesus fez e faz por nós é onde recuperamos a comunhão com Deus e com os outros; mensagem, esta, ministrada pelo Rev. Patrick Sfair em Gênesis 6.13-22.

O Deus de Amor

Diante disso, saibamos que se entendemos que a iniciativa de todo relacionamento deve partir de Deus é porque existe o pecado. O pecado jamais, jamais deve ser subestimado, pois por causa dele é que estamos afastados de Deus. E se aqueles que foram alcançados pela Graça do Senhor, revelada em Cristo Jesus, não tiverem os cuidados necessários diante dessa realidade, as consequências de uma vida sem Deus só resultará na morte.

No texto exposto, vemos um Deus de amor, mas que quis destruir a humanidade. Ele não deixou de amar, mas aquelas pessoas, entregues às práticas pecaminosas já estavam fadadas à morte por odiarem a Deus e viverem em rebelião contra o Senhor.

E sabendo disso, que o Senhor é Deus de amor, manifesta sua Graça e misericórdia, agiu numa família, firmando uma Aliança com a humanidade que aponta para Jesus e é cumprida nEle. Deus, ao longo de toda a história da Redenção, atua e institui sua Aliança no âmbito familiar, e isso não está baseado na questão social, mas é a expressão máxima de relacionamentos humanos que Deus criou.

No decorrer da revelação das Escrituras, vemos umas progressão de como a Aliança de Deus e os relacionamentos são estabelecidos: um homem (Adão), uma família (Noé), famílias (Abraão), uma nação (Moisés), o mundo todo (Jesus Cristo).

E com isso, sabemos que nosso relacionamento com Cristo deve ser a maior expressão dos nossos relacionamentos. Somente em Cristo Jesus há esperança de vida eterna.

Assista agora a esta mensagem:

Caso prefira, clique aqui e acesse o vídeo diretamente no YouTube

Pregação ministrada pelo Rev. Patrick Sfair a partir de Gênesis 6.13-22 na Igreja Presbiteriana do Tarumã, em Curitiba, no dia 14.11.2021.

Curta o vídeo, inscreva-se em nosso canal e não esqueça de ativar o sininho para receber as notificações dos próximos vídeos.

YouTube: https://youtube.com/iptaruma
Facebook: https://facebook.com/iptaruma
Instagram: https://instagram.com/iptaruma

Sem. Narciso Braun
Igreja Presbiteriana do Tarumã
Saiba mais sobre a IPT clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Venha nos conhecer

Sua presença será uma alegria para nós, entre em contato
para agendarmos sua participação.