10.12.2021

A Encarnação do Salvador.

O Verbo estava no mundo.

“O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por meio dele, mas o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome, os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.”

Normalmente pensamos no Natal como um tempo de festas, de alegria, de coisas boas. E realmente é! Quando pensamos a respeito do Natal, logo lembramos do bom velhinho que se veste de vermelho e distribui presentes. O problema é que, infelizmente, algumas pessoas acabam por confundir o Papai Noel com o próprio Deus, achando que o Senhor também vai nos dar presentes (que nós chamamos de ‘bênçãos’) se formos comportados (que nós chamamos de ‘boas obras’). E, com isso, acabam esquecendo que a única motivação para a ação de Deus está em Seu Santo Ser, no Seu Caráter glorioso e divino.

A Luz veio para iluminar os que viviam nas trevas.

E, quando nos lembramos disso, também somos obrigados a ver o Natal como o tempo em que Deus quis revelar ao mundo o seu juízo. Isso porque o Verbo se fez carne e veio ao mundo para dar vida e iluminar a existência humana. A luz foi dada a um mundo que vivia em trevas. Porém, este mundo não conheceu e nem recebeu esta luz.

Jesus veio a um mundo que Ele mesmo criou. Um mundo que foi criado, segundo a Bíblia nos conta, muito bom. Mas por causa do pecado do homem, este mundo está imerso em trevas. E as trevas nos corações dos homens são densas e profundas que, se o próprio Deus não intervier, eles permanecerão sem conhecer a luz.

O Evangelista João nos fala a respeito disso nestes 5 versículos: do juízo de Deus revelado no Verbo. Se alguns não conhecem nem recebem o Senhor Jesus (o Verbo de Deus), não podem ver a luz; não podem ter vida verdadeira.

Precisamos conhecer Jesus.

Mas (e graças a Deus pelos ‘mas’ da Bíblia) João também nos diz que os seres humanos, cegos pela sua maldade, completamente corrompidos pelo seu pecado, podem ser filhos de Deus. Isso porque “não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus” (vs.13). Perceba, entretanto, que para isso acontecer, o ser humano precisa receber e conhecer Jesus como a luz, que vinda ao mundo, ilumina o coração do homem.

João é muito claro ao afirmar que nem todos os seres humanos são filhos de Deus. Apenas aqueles que reconhecem que Jesus é Senhor e Salvador! Apenas aqueles que O recebem tem o direito de serem feitos filhos de Deus. Ninguém mais! E é irônico que muitas pessoas digam “eu também sou filho de Deus” justamente quando querem realizar algo imoral ou extravasar em algum vício.

No entanto, Jesus, o Verbo que se encarnou, que mostra a glória que vem do Pai, é o nosso Salvador! E Ele nos salva até de nós mesmos: da nossa maldade, da nossa imoralidade, do nosso pecado. E, ao nos salvar do nosso pecado, nos salvar também da morte e do inferno! O Natal é a celebração da vinda do Salvador – “é vindo ao mundo, o Rei divinal!”. E o nosso Rei é nosso Salvador!

Por isso, receber Jesus é a melhor atitude que alguém poderia ter neste Natal. Reconhecer que Ele te salvou da morte e do pecado é o que de melhor você pode fazer. Comemorar o Natal sem Jesus não faz sentido. É preciso que você O reconheça como o dono da sua vida. Porque nEle está a graça e a verdade e, sem Ele, é impossível ver a glória de Deus.

Feliz Natal!

Rev. Thiago Mattos.
Igreja Presbiteriana do Tarumã

Saiba mais sobre a IPT clicando aqui 

Curtiu? Então compartilhe este post com alguém!

Share on facebook
Share on whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Venha nos conhecer

Sua presença será uma alegria para nós, entre em contato
para agendarmos sua participação.