08.07.2021

Uma vez salvo, sempre salvo? – Rev. Thiago

 

Nesse estudo bíblico, iremos responder uma dúvida muito frequente no meio cristão e evangélico. Afinal de contas, uma vez que estou salvo, permaneço salvo para sempre? Será que é possível um verdadeiro cristão perder a salvação? E as pessoas que apostataram da fé, algum dia foram salvas? O que a bíblia fala?

Bom, para responder à essa pergunta, o ideal é recorrer à bíblia e ao que ela fala. A bíblia fala que a salvação é um dom de Deus, que não é algo que nós merecemos ou conquistamos, como se fosse um salário ou prêmio, mas é como um presente, algo que veio de graça e sem merecermos.

 

“Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.Não vem das obras, para que ninguém se glorie;” (Efésios 2:8,9)

“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.”(Romanos 3:23,24)

 

A salvação pela Graça

Se a nossa salvação dependesse de alguma obra ou ação nossa, por menor que fosse, já não seria pela graça. Mesmo que fosse por 99% de ação de Deus e 1% ação nossa, ainda assim não seria graça, pois seriam necessárias obras para que fossemos salvos, e assim teríamos que riscar várias passagens da bíblia que deixam claras que a salvação vem pela graça, e não por obras, como Gálatas 2:16, Romanos 3:28, João 5:24, Romanos 10:9, Romanos 1:17, entre várias outras.

A bíblia também diz que, uma vez que estamos em Deus, nunca mais nos afastamos dEle.

 

“Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir. Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 8:38,39)

 

A perseverança dos santos

E quanto às pessoas que entraram para a Igreja, participaram de um ministério, demonstraram boas obras, mas, no final, acabaram se desviando e voltando para o mundo?

Existem dois cenários para esse caso, que serão abordados em maiores detalhes em futuros posts, mas, de forma resumida, pode-se dizer que uma pessoa assim ou:

 

1) Nunca foi verdadeiramente salva, ela apenas parecia ser salva (1 João 2:18,19). Isso é representado na parábola do semeador como a pessoa que tem o coração pedregoso (Mateus 13:20,21) que recebe a palavra com alegria, mas que não tem base sólida, e acaba não dando frutos.

2) Essa pessoa é verdadeiramente um eleito de Deus, mas acabou passando por um momento de fraqueza espiritual. Nesse caso, a pessoa acabará voltando para os caminhos do Senhor, ainda que no seu último dia de vida. Essa situação é como a do Filho Pródigo em Lucas 15, que esteve sempre dentro da casa do Pai, mas acabou fraquejando na fé, se desviou para o mundo, viveu em libertinagem por algum tempo, mas acabou (pela graça) retornando para a casa do Pai.

 

Rev. Thiago Mattos de Lara

 

Gostou do Post? Nosso objetivo é ensinar a Bíblia para as pessoas de forma fácil e simples, mas sem perder o rigor teológico que o texto traz e sem tirar a essência da Palavra de Deus.

Somos a Igreja Presbiteriana Tarumã, uma igreja simples, acolhedora e fiel à Palavra de Deus. Quer conhecer mais?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Tabela

Venha nos conhecer

Sua presença será uma alegria para nós, entre em contato
para agendarmos sua participação.